Atitudes que contagiam

atitudes que contagiam

CE040, seis e quarenta da manhã. 

    Conduzia o meu carro em uma manhã ensolarada, como não podia deixar de ser, no Ceará. Após pegar um retorno, nessa mesma rodovia, alguns metros depois um carro para, assim no meio do tempo. Imediatamente também paro para evitar a colisão. Se tivesse distraído poderia ter batido, essa parada repentina me irrita e procuro entender o motivo. Sem usar buzina alguma, porque acho irritante, olho mais a frente e percebo que ali se encontra uma faixa de pedestres. Um casal com receio inicia a sua travessia, na via ao lado outros carros param. 

    Nessa fração de segundos que parei e observei, entendi o motivo da parada repentina do carro na minha frente que por tempos eu passava e nem percebia. Existia ali uma faixa de pedestres e uma obrigação legal e moral de pararmos. Me perguntei quem faz isso no meio de uma rodovia daquelas, ao mesmo tempo, se ninguém parar, fica impossível de atravessar naquele tráfego tão intenso. Essa pequena atitude desse motorista anônimo, mexeu comigo. Fui refletindo e me julgando por não ter feito aquilo antes. 

    Dias depois, me encontrei no mesmo roteiro. Havia uma pessoa em uma bicicleta aguardando na faixa para atravessar e eu conduzia o carro próximo. Liguei o pisca e parei. O Carro de trás foi obrigado a parar, na via ao lado, o próximo carro parou também. A pessoa atravessou grata e seguimos nosso rumo. Em poucos segundos, agilizei vários minutos da vida de alguém e até mesmo a vida em si. Pois atravessar uma rodovia em meio a carros em movimento é muito arriscado. Me perguntei que atitudes tão pequenas e gentis não podemos fazer? Como elas contagiam. O carro de trás amanhã pode entender que existe uma faixa ali e que as pessoas param, ainda são gentis. Já tinha sido contagiado e me sentia agora o evangelizador da gentileza.  

    Parar o carro na faixa, ajudar alguém a atravessar, segurar uma porta para alguém, dar comida aos cachorros na rua… Sei lá qual é a sua praia, mas saiba que essas atitudes podem inspirar outras pessoas. Da uma esperança que existem pessoas boas no mundo e que você não está sozinho. Convido a todos embarcarem nessa corrente do bem e espalharem essas pequenas atitudes que contagiam. Parece pequeno, mas toda mudança começa com o primeiro passo. 

Reflita

Garoto Perdido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CommentLuv badge